Complexo viário do Gancho de Igapó terá 2,3 km

Brasília (DF) - A empresa ou o consórcio (de até duas empresas) que vier a vencer o processo licitatório para implantação do Complexo Viário do Gancho de Igapó, na rota de acesso e saída do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, terá prazo de 720 dias, a partir da emissão da Ordem de Serviço, para concluir a execução da obra. É o que diz o edital que o DNIT emitiu segunda-feira (3) com publicação do resumo no Diário Oficial da União. A abertura das propostas será no dia 28 de fevereiro. O complexo terá uma extensão de 2,3 km.

Defensor quase que diário da realização dessa obra, o deputado Henrique Eduardo Alves faz questão de agradecer o gesto da presidenta Dilma, que a autorizou, assinalando que a chefe do Governo sempre trata com sensibilidade e atenção os pleitos do Rio Grande do Norte.

De acordo com o edital a obra compreende, entre outras intervenções, a implantação de túnel em forma de “Y”, interligando a Avenida das Fronteiras com a BR-101, sentido Natal, e com a RN-160, sentido São Gonçalo do Amarante. Também será construído um viaduto, ao longo da BR-101, nos dois sentidos da rodovia. 

Além da restauração e recapeamento das pistas, serão feitas melhorias  sob o viaduto com ampliação de rotatória e implantação de alças de acesso e retornos. O sistema de drenagem terá captação e condução das águas pluviais para local apropriado, inclusive com a construção de estação elevatória.

Todo o complexo viário contará com iluminação pública, inclusive no túnel e sinalização horizontal e vertical, com pórticos, defensas metálicas e barreiras New Jersey. O edital ainda determina a elaboração de um projeto ambiental para recuperação de todas as áreas que poderão ser degradadas em decorrência da obra. 

Assessoria de Imprensa
Presidência da Câmara dos Deputados

0 comments

Seja bem vindo, mas se identifique, comentários anônimos com o intuito de denegrir a imagem do outro, palavras de baixo calão não serão admitidos.