sábado, 10 de fevereiro de 2018

Quanto maior o governo, menor o cidadão! Entenda de uma vez por todas essas práticas corruptíveis!




Quando o assunto é corrupção vem à tona a máxima da esquerda, o PT, Lula...Sim, à esquerda/PT passaram 13 anos no poder, mas, é necessário entender os meandros e nuances da corrupção que é sistêmica e suprapartidária.
Mudam-se os atores e partidos, o enredo continua o mesmo, as mesmas más práticas, os mesmos vícios da corrupção. O aparelhamento chegou no STF, a forma como os Ministros são escolhidos os impedem de fazer justiça, afinal, os fins justificam os meios. Difícil condenar seus padrinhos.
The bigger the government, the smaller the citizen (quanto maior o governo, menor o cidadão). O Americano Dennis Pragger faz um resumo dos males de um governo gigante, referente às más práticas do clientelismo, do cabide de emprego e dos políticos profissionais que atinge em cheio os nossos.
É preciso um senso de responsabilidade, sem alternância de poder não há como transformar tudo isso. O poder vicia, há pouquíssimos estadistas, o que prevalece na política são os profissionais. Quanto custa um mandato neste país? Qual o preço de uma reeleição? A corrupção se dá com o cidadão que não tem responsabilidade, insiste em anular, votar em branco, abster-se , ou ainda pagar uma multa para não exercer um direito-dever que é votar.
Menos políticos, menos partidos, mais cidadãos, mais desenvolvimento, o país que queremos precisa avançar e onde tem corrupção, não há crescimento, pense nisso!

Postar um comentário