DATAHOSTING

quinta-feira, 16 de março de 2017

Fátima: o povo está nas ruas contra a retirada de direitos

A senadora Fátima Bezerra comemorou, nesta quarta-feira (15), a atuação dos trabalhadores do Rio Grande do Norte no dia nacional de mobilização contra a reforma da Previdência. Desde cedo, foram registradas mobilizações em várias cidades do estado, com a participação das mais diversas categorias: profissionais da área de educação, policiais civis, servidores dos Correios, eletricitários, agentes penitenciários, entre outros.

“O povo está se levantando, o povo está nas ruas. A realização do congresso da Contag e as manifestações de hoje em todo país são a prova disso. Hoje, dia 15 de março, os trabalhadores estão dizendo: tire as mãos dos nossos direitos, nós não vamos arredar o pé dessa luta”, afirmou.

Em Brasília, ao participar das manifestações, a senadora ressaltou as consequências da Previdência para os trabalhadores: “A reforma da Previdência é cruel. Ela eleva a idade mínima da aposentadoria para 65 anos sem distinção dos trabalhadores do campo e da cidade, de homens e de mulheres. Além disso, quer que o trabalhador contribua por 49 anos para ter direito a aposentadoria integral. Não podemos aceitar isso!”, ressaltou a parlamentar.

O ato na capital federal reuniu mais de 20 mil pessoas, segundo levantamento da Frente Brasil Popular, entre os quais, trabalhadores da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Norte (Fetarn), que estão em Brasília para o Congresso Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag). 
Postar um comentário