DATAHOSTING

Mostrando postagens com marcador dicas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador dicas. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 23 de março de 2017

Dicas tops de blogs e sites para alunos e professores de Língua Inglesa

There are lots of useful websites and blogs around the world, you have an excellent tool and informations, most of them are free. One of my favorite is Elen Fernandes developed by Experts School Online Vancouver, Canadá. In addition there are many others on English Tips-Self-Taught, my first blog. As an English Learner, I've been researched those of sites and blogs to provide a self-studying.

My favorite ones: http://elenfernandes.com.br/curso-de-ingles-online-gratis/


Check out this lexicon that offers images demonstrating the true meaning of the word, making it easier for English language learners to understand.
On this website, you’ll find quizzes, word games, puzzles, and a random sentence generator to help students better grasp English as a second language.

bab.la
Bab.la is a really fun site for ELL learners, with reference tools like a dictionary and vocabulary, supplemented with quizzes, games, and a community forum.
On this site, you’ll find free English videos for both students and teachers.
 Okanagan College’s resource offers 13 different unit lessons for learning and teaching English pronunciation.
In this website from the BBC, students can find help with grammar, vocabulary, and pronunciation, with plenty of references to current events. Plus, you’ll find a special section for ELL teachers.
ESL Gold is, no joke, golden, with seemingly endless learning resources for English. Students can practice pronunciation, find a book to study, and even talk to someone in English on this site. Plus, teachers can find a job, search for textbooks, discover games, and so much more.
 Check out this free site for learning English, with loads of videos from real English speakers, plus quizzes and community support.
In this online library, students can get access to a huge collection of English texts and scripted recordings.
An awesome resource to use for simple translations, Google Translate can help your students see how its done and better understand translations between two or more languages.


 Direct your students to this ESL cyber listening lab with study guides, quizzes, and even teacher features.
This online tool is designed to help jumpstart students’ vocabulary skills, with more than 90 vocabulary lessons, and the option to create lessons of your own.

Wordsteps: Wordsteps makes it easy for students to build their own vocabulary collection, and even access their vocabulary through a mobile device for English language learning on the go.

 Check out this list of great resources for ELL, with teaching ideas, forums, and even news and research.
 Specially designed for English language teachers, One Stop English has a monthly topics series, news lessons, and even an app for on the go ELL teaching.
This ingenious tool allows ELL teachers to effectively communicate with non-English speaking parents. You’ll be able to quickly make and customize notes that you can translate and send home to parents, effectively communicating information about field trips, conduct, homework, and more.
 A great site for ELL teachers, ESL Party Land has lesson plans, strategies, worksheets, flashcards, quizzes, games, and even vocabulary resources to help you be a better ELL teacher.
 Check out this collection of royalty-free, language-neutral clip art designed to be used for foreign language instruction.
Thousands of teacher contributions can be found on this site full of quizzes, exercises, and tests for teaching English as a second language.

Szoter
Using this online annotation tool, ELL teachers can write directly on images to explain their meaning to students.
A service of Oxford University Press, this learning resources bank for English language teaching has courses, titles, and interactive English reading tools.
 Encourage students to self-test with this website, offering free English tests, grammar exercises, and worksheets.
Check out these test and games that offer a great way for students to test and improve their English language skills.

Acess on the title more 25 BEST WEBSITES FOR LEARNING ENGLISH

Source: ENGLISH TIPS-SELF-TAUGHT (BLOG EXCELENTE PARA PRATICAR O INGLÊS)

domingo, 19 de março de 2017

Canal do ensino: 10 dicas para aprender inglês sem sair de casa

10 dicas para aprender inglês sem sair de casa

Quando o assunto é estudar inglês em casa, antes de mais nada, é preciso saber que ouvir, ouvir e ouvir o idioma estrangeiro é essencial para ter sucesso nessa missão. Entender a gramática cabe aos professores e não aos alunos. Quem pretende se dedicar à língua sozinho precisa se policiar para ter a disciplina de praticar diariamente, ouvindo, lendo e falando.
É importante inserir o inglês no seu dia a dia, com leituras, conversas via internet, filmes e música. Uma dica é traduzir letras de cantores famosos para o português, e pouco a pouco ir pegando o idioma. Reforçando o aprendizado autodidata da língua, o jovem tem grandes chances de ir melhor em vestibulares e provas que cobram o inglês.
Preparamos dicas essenciais para as pessoas que querem aprender inglês sem sair de casa. Veja a seguir 10 delas.
1 — Dedicação é essencial. Reserve de 15 a 20 minutos por dia para se dedicar ao inglês, incluindo os fins de semana;
2 — Ouvir músicas em inglês, mesmo nos momentos de lazer, pode ajudar muito a se familiarizar com a língua;
3 — Na hora de escolher o repertório do MP3, prefira aquelas canções das quais você gosta e os artistas com os quais se identifica;
4 — Se você estuda em alguma escola de inglês particular, mas quer complementar o aprendizado em casa, faça as lições e vá se adiantando no livro, mesmo que o professor ainda não tenha pedido. Isso irá ajudá-lo nas aulas;
5 — Quem é que não gosta de ler fofoquinhas sobre a vida das celebridades de vez em quando? Aproveite para acessar os sites em inglês que se dedicam ao tema;
6 — Procure exercitar sempre, mesmo que mentalmente, a tradução das frases do português para o inglês;
7 — Veja filmes, programas de TV e seriados de que você gosta acionando a tecla SAP. Quando não for possível tirar a legenda, prenda um papel na tela para tampá-la;
8 — Quando não entender a pronúncia de uma palavra, ouça-a várias e várias vezes. Se mesmo assim continuar não entendendo, a repetição deverá pelo menos ajudá-lo a ter uma boa noção do assunto;
9 — Redes sociais como Twitter e Facebook e até o MSN podem ajudar quem quer estudar inglês sozinho. Escreva frases, mande mensagens e tente conversar com os seus amigos em inglês;
10 — Vale lembrar que o convívio com o inglês diário faz com que o ouvido fique bem mais esperto com o som das palavras. Treine!
SOURCE: CANAL DO ENSINO

Acesse também ENGLISH TIPS-SELF-TAUGHT

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

10 dicas do que não deve ser feito para aprender inglês

04---CURSO-GRATIS

1)      Focar o tempo todo na gramática! Os maiores especialistas recomendam que não deve focar muito em gramáticas, é como pensar o tempo todo no que falar, a língua é automática!
2)      Estudar exaustivamente palavra por palavra e decorar.
3)      É comum pensarmos em Português ou na língua nativa de seu país para falarmos em Inglês. É preciso focar o tempo todo, pensar automaticamente, isso se dá com o tempo.
4)      Medo e ansiedade, frustação com erros, insegurança também é uma das barreiras que devem ser quebradas. Lembre-se, somente a prática leva a perfeição. Mantenha a motivação e continue praticando.
5)      Não aprenda apenas em sala de aula, dedique-se pelo menos 10 minutos por dia.
6)      Falar antes de desenvolver essas habilidades, praticar o listening e a leitura. Não funciona.
7)      Não use palavras negativas, não crie barreiras, foque no que você quer.
8)      Faça por prazer, não por que seu pai quer, por que o mercado obriga. Tenha o hábito da leitura constante e da imersão natural no idioma.
9)      Esqueça os métodos milagrosos, fluência leva tempo e determinação. Varia de aluno para aluno, do nível intelectual de cada um.
10)   Seja você mesmo, não tente imitar nativos, o tempo, a prática e perfeição trará a fluência natural.

Enfim, há mais de 30 anos que estudo o idioma como autodidata, o aprendizado é continuo, é preciso motivação e força de vontade, estabelecer metas e depois correr para o abraço. Não esqueça de acessar o ENGLISH TIPS-SELF-TAUGHT. Deixe seu comentário e divulgue para amigos. 

Depois de tudo isso se quiser aprender Inglês recomendo aulas com a professora Elen Fernandes (Canal no YouTube). 


Foto: Expert School Online

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Utilidade pública, compartilhe: 10 dicas importantes para não cair no golpe do sequestro via celular!


10 maneiras para evitar cair no golpe do sequestro
Resultado de imagem para sequestro, via celular
1. Conheça os “scripts” mais comuns
Embora varie nos detalhes, a história dos golpistas é sempre a mesma. Acompanhe as notícias sobre os golpes para se manter informado sobre as novas versões (veja os mais comuns na pág. 40)
2. Não receba ligações a cobrar
Se o interlocutor for desconhecido, desligue. Policiais e bombeiros não telefonam para informar sobre acidentes (a tarefa cabe aos hospitais) nem, muito menos, ligam a cobrar
3. Não ajude o bandido dando-lhe informações
– Sua filha sofreu um acidente.
– A Fernanda? O que aconteceu com a Fernanda?
O nervosismo faz com que muita gente, sem perceber, acabe passando aos bandidos informações que serão usadas para pressioná-las. Em nenhuma hipótese revele nomes de parentes a desconhecidos ao telefone
4. Tire os adesivos do carro
Adesivos com o nome da academia de ginástica ou da faculdade, assim como placas que reproduzem o apelido dos motoristas (BIA, LEO etc.) e páginas no Facebook são preciosas fontes de informação para os bandidos. Evite e peça aos seus filhos para evitar
5. Oriente também os idosos
Tanto ou mais do que crianças e empregadas, são as pessoas idosas da família as mais vulneráveis à manipulação dos bandidos. Muitas vezes, por se sentirem sozinhas, elas podem prolongar conversas com desconhecidos e acabar por municiar criminosos
6. Pare para raciocinar
O pânico diante da possibilidade de um parente estar acidentado ou sequestrado faz com que muitas pessoas deixem de tomar atitudes óbvias, como checar se a informação é verdadeira. Segundo a polícia, frequentemente as vítimas deixam de ligar para o suposto sequestrado não porque são impedidas de fazê-lo, mas porque a ideia não lhes ocorre

7. Desobedeça ao bandido

Ligue para o suposto sequestrado ainda que o bandido diga para não fazê-lo. Se conseguir contato, o caso está resolvido. Se não, tente um amigo ou parente dele. A hipótese de um sequestrador real fazer essa ameaça é remota – bandidos não vão matar a vítima, e perder seu trunfo, só porque o celular dela tocou
8. Desconfie de ligações longas
Segundo estatísticas da polícia, 90% dos primeiros contatos telefônicos feitos por sequestradores reais duram menos de um minuto. Por temerem ser rastreados, eles nunca fazem ligações longas
9. Duvide do choro das vítimas
Apelos chorosos de supostos sequestrados têm sido usados com frequência pelos golpistas. A polícia sabe que raramente sequestradores de verdade telefonam do mesmo lugar em que está a vítima. Sabem que podem ser rastreados e ter o cativeiro descoberto
10. Dê queixa na polícia
Se você cair no golpe, não deixe de prestar queixa na polícia. De posse de informações como o número de origem da chamada criminosa ou o número da conta em que o “resgate” foi depositado, a polícia pode identificar o criminoso e evitar que mais pessoas sejam vítimas dele

Fontes: Veja on-line via LISTA 10

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Descubra se suas informações já foram vazadas em um ataque hacker

Quase todos os dias surgem relatos de que um grande serviço online foi hackeado. Não é surpresa: quanto maior seu banco de dados de usuários, mais interessante ele se torna para o cibercrime. Então a busca por uma vulnerabilidade é constante em grandes sites, e às vezes elas são encontradas, para desespero das empresas.

O fato é que um banco gigante de e-mails já é interessante por si só. Esta informação pode ser vendida e usada para distribuir spam ou, pior, para prática de phishing. Se você não sabe, o phishing é uma prática em que você recebe um e-mail se passando por uma empresa com o objetivo de roubar sua senha de algum serviço; alguns deles conseguem ser bem convincentes. Se o e-mail vier acompanhado de senhas e informações de cartões de crédito, o cibercriminoso pode ganhar ainda mais.
Mas a questão é: você sabe se já foi vítima de um destes ataques? Muitas vezes, as informações roubadas nem sequer sabem que seus dados estão circulando nas mãos do cibercrime. As empresas normalmente alertam seus usuários quando estes foram vítimas de vazamentos, mas isso pode não acontecer em todos os casos.
Existem ferramentas que permitem descobrir se o seu e-mail está circulando na internet após ser roubado de algum banco de dados online. Mais especificamente, um serviço chamado “Have I Been Pwned?”, que monitora quando algum cibercriminoso publica um banco de dados roubado abertamente na internet (a prática é conhecida como “dump”). O site concentra estas informações, de uma forma que você pode pesquisar pelo seu e-mail e descobrir se já foi vítima de algum destes vazamentos.
Veja como fazer:


1. Entre no site
O endereço é haveibeenpwned.com

2. Procure pelo seu endereço de e-mail
Basta digitar um endereço e pressionar o botão "pwned?"
Reprodução
3. Se você nunca foi vítima, você verá esta imagem abaixo
Reprodução
A mensagem “Good News – no pwnage found!” representa boas notícias. Fique feliz.


4. Se você já foi vítima, você verá a imagem abaixo

Reprodução

O site entrará em detalhes sobre quais vazamentos de dados te afetaram. No meu caso, o site de financiamento coletivo contínuo Patreon foi hackeado, e meu e-mail estava no meio dos dados roubados. O Patreon me informou da ocorrência.

No entanto, houve um segundo caso, e esse é mais misterioso, de uma empresa chamada MBS, da qual eu nunca fui usuário. A companhia sofreu um vazamento enorme de dados, e o meu e-mail estava ali no meio. Curiosamente, a empresa também não avisou as vítimas nem revelou como obteve estas informações.

O que fazer?

Uma vez que você já foi afetado, não há muito a ser feito, infelizmente. Troque a senha de todos os serviços nos quais você se cadastrou usando o e-mail afetado, de preferência para uma senha bem longa, alternando letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos formando, de preferência sem formar uma sequência lógica de caracteres. Se possível, ative a verificação em duas etapas em todos os serviços em que estava cadastrado com aquele endereço de e-mail.
Fonte: Postado por RENATO SANTINO/OLHAR DIGITAL

quarta-feira, 22 de junho de 2016

10 funções escondidas do WhatsApp que você provavelmente não conhecia

Após ter começado como uma pequena startup de tecnologia, o Whatsapp é atualmente um dos aplicativos de mensagens mais populares do mundo, com mais de um bilhão de usuários. O Facebook comprou a empresa em 2014 pela impressionante quantia de U$ 19 bilhões (R$ 64 milhões), e hoje 42 bilhões de mensagens são enviadas via WhatsApp diariamente.
Ver as imagens
Apesar do número incrível de usuários, a maioria deles não sabe todos os segredos sobre as funções escondidas no aplicativo, por isso listamos a seguir as 10 melhores para que você possa conhecê-las.
Saber se a sua mensagem foi lida
É fácil saber se as suas mensagens foram lidas graças aos pequenos tiques presentes no canto inferior da caixa de diálogo. Um tique cinza indica que a mensagem foi enviada com sucesso, enquanto dois deles mostram que ela foi entregue ao telefone do contato. Quando os dois tiques se tornam azuis, isso significa que a mensagem foi lida.

Ler uma mensagem sem que o remetente saiba
Se você não quer que o remetente saiba que você leu a sua mensagem, há um truque para fazer isso. Antes de abrir esta mensagem específica, coloque o seu telefone em modo avião.

Leia a mensagem mantendo o modo avião ativado, e em seguida saia da mensagem antes de desativá-lo. Esta estratégia garante que os tiques azuis não apareçam, e então o remetente não vai saber que você leu a sua mensagem.
Impedir que fotos enviadas sejam salvas automaticamente
O WhatsApp salva automaticamente imagens e vídeos recebidos através das mensagens na galeria de fotos do iPhone e de celulares com sistema Android. Para impedir que isso aconteça, entre na página de configurações do WhatsApp, entre em Conversas e você poderá facilmente desativar a opção “Salvar Mídia Recebida”.

Silenciar notificações de grupos
Sejam referentes ao grupo da família ou ao dos seus melhores amigos, as notificações de grupos podem ser incrivelmente frequentes e extremamente incômodas. A boa notícia é que você pode silenciá-las sem ter que sair do grupo e ofender seus membros.

Você pode silenciar as notificações permanentemente ou então escolher um período específico de tempo, caso precise apenas de umas férias. No iOS você pode tocar no nome do grupo na parte superior da tela para abrir os Dados do Grupo, e ali basta selecionar a opção Silenciar. No Android você pode selecionar o Menu com o grupo aberto e escolher a opção Silenciar.
Saber qual volume de dados você está usando
Caso queira monitorar o consumo de dados do seu telefone, você pode obter todos os detalhes entrando na tela Configurações, Uso de Dados e, em seguida, Uso de Rede.

O aplicativo irá informar quantas mensagens você enviou e recebeu, assim como qual volume de dados utilizou. Se você voltar uma tela, pode ativar a opção Reduzir Uso de Dados, que limita o consumo de dados usado durante qualquer chamada pelo WhatsApp.
Esconder o “visto por último”
O WhatsApp mostra aos outros usuários o último horário em que você usou o aplicativo na parte superior de cada conversa. Se você não quer que as pessoas saibam quando você ficou online, entre em Configurações, Conta, Privacidade e clique em Visto por Último. Na próxima tela você pode escolher Todos, Apenas Contatos, ou Ninguém para definir quem pode ver seus horários online.

Enviar um coração giganteEste é um truque que você pode ter descoberto por acidente e envolve os emoticons. Se você enviar o emoticon de coração vermelho padrão, ele se transformará em um coração maior e pulsante.
Crédito da imagem: Justin Sullivan/Getty Images

Fonte: Yahoo Notícias

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Treinamento constante é a chave para obter sucesso na redação do vestibula

*Por Luciana Migliaccio (Lucy)
Woman writing with pen
No livro “Do Que Eu Falo Quando Eu Falo de Corrida”, o escritor japonês Haruki Murakami, um dos mais importantes da literatura japonesa da atualidade, traça um paralelo entre o ato de correr e o ato de escrever. O autor – e maratonista –  afirma que as principais qualidades de um escritor são: “talento”, “concentração” e “persistência”, e que essas duas últimas podem ser conquistadas e aperfeiçoadas com treinamento, assim como ocorre a preparação física de um atleta para uma maratona.
Em certo trecho de sua obra, ele afirma: “A maior parte do que sei sobre escrever, aprendi correndo todos os dias. São lições práticas, físicas. Até onde posso me forçar? Quanto descanso é apropriado? Quanta consciência do mundo exterior devo ter e quanto devo me concentrar em meu próprio mundo interior? Sei que se eu não tivesse me tornado um corredor de longa distância, quando me tornei romancista, minha obra teria sido vastamente diferente”.
Murakami nos serve de inspiração. A redação de vestibular, tão temida pelos candidatos – e com razão de ser, uma vez que interfere de maneira decisiva na aprovação  –  é uma habilidade que se conquista por meio do treinamento: EXIGE EMPENHO, TRABALHO. Ao contrário do que dita o senso-comum, a escrita NÃO É UM FENÔMENO ESPONTÂNEO, UM DOM que poucas pessoas têm. Mas também NÃO É UMA COMPETÊNCIA QUE SE FORMA COM ALGUMAS “DICAS”; exige do indivíduo um estudo sério e orientado. O ato de escrever requisita que se tenha intimidade com a língua escrita formal; a corrida, preparação física.
As perguntas feitas pelo escritor são muito pertinentes. O candidato ao vestibular deve treinar sua escrita como se estivesse se preparando para uma “maratona” (e aqui, a metáfora é muito usual): o vestibular. A frequência de produção textual depende de uma série de fatores: em ano de vestibular, o tempo é exíguo, o candidato se desdobra entre centenas de aulas e exercícios das variadas matérias que compõem a prova. Por isso, é necessário “balancear” o estudo para que uma preparação não interfira em outra.
A frequência ideal de produção de redações é um texto por semana, de temas variados, contando, nesse treinamento, com o auxílio de um profissional qualificado – uma espécie de  personal  ­ ­ que figure como “examinador”, que aponte os pontos falhos e as qualidades de cada texto elaborado, a fim de que ele seja melhorado. Inicialmente, há uma certa “flexibilidade” em relação ao tempo de produção textual: pequenos trechos podem ser produzidos em dias e momentos variados até a composição final da redação. Pesquisar na internet, em jornais e revistas informações sobre o tema é um procedimento saudável – a “consciência do mundo exterior”, nos termos de  Murakami  – como uma aquisição de repertório.
Quanto mais próximo do momento da prova, mais organizado deve ser o estudo, e mais preparado para a situação real o candidato deve estar. Assim, alguns meses antes da prova, a intimidade com o ato de escrever deve levá-lo a produzir o texto, sem grandes dificuldades, entre 1h30 e 2h00, um tempo considerado adequado para a maioria dos vestibulares. As pesquisas devem ser evitadas, e o candidato deve se “concentrar em meu próprio mundo interior”, no repertório construído ao longo desse treinamento.
É preciso ser “persistente”, portanto, e não esperar resultado imediato: um bom texto é fruto de quilômetros de escrita. A redação deve ser vista como um “processo” sujeito a quedas, dores, superações e, por fim, vitórias.
lucy_migliaccio

domingo, 13 de março de 2016

Dicas de Saúde: cuidados com o recém-nascido com microcefalia!

Proteger o ambiente com m janelas e portas e procurar manter o bebê com uso contínuo de roupas compridas – calças e blusas.
Manter o bebê em locais com telas de proteção, mosquiteiros ou outras barreiras disponíveis.
A manifestação é indicada até o 2º ano de vida ou mais, sendo exclusiva nos primeiros 6 meses de vida.
Caso se observem manchas vermelhas na pele, olhos avermelhados ou febre, procurar um serviço de saúde.
Não dar ao bebê qualquer medicamento por conta própria.
Leve seu bebê a uma Unidade Básica de Saúde para o acompanhamento do crescimento e desenvolvimento conforme o calendário de consulta de puericultura.

Mantenha a vacinação em dia, de acordo com o calendário vacinal da caderneta da criança. 

Com informações do site do Ministério da Saúde

Foto: CBN SANTOS

sexta-feira, 4 de março de 2016

Gestante prevenção contra o Zika Vírus

Utilize telas em janelas e portas, use roupas compridas, calças  e blusas e, se vestir roupas que deixem áreas do corpo expostas, aplique repelente nessas áreas. Fique preferencialmente em locais com telas de proteção, mosquiteiros e outras barreiras disponíveis.
CUIDADOS
·         Busque uma Unidade Básica de Saúde para iniciar o pré-natal assim que descobrir a gravidez e compareça as consultas regularmente.
·         Vá as consultas uma vez por mês até a 28ª semana de gravidez, a cada quinze dias entre 28ª e a 36ª semana e semanalmente do início da 36ª semana até o nascimento do bebê.
·         Tome todas as vacinas indicadas para gestantes.
·         Em caso de febre ou dor, procure um serviço de saúde. Não tome qualquer medicamento por conta própria.

Créditos/Ministério da Saúde. 

Foto: http://www.viverunimed.com.br/gestante.php

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Alimentos que te ajudam a espantar os sintomas da TPM

Inchaço e mal estar podem ser combatidos com alimentação equilibrada

ARTIGO DE ESPECIALISTA PUBLICADO EM 15/06/2010
foto especialista
NUTRIÇÃO - CRN 18196/SP
 Você sabe qual a sigla que mais assombra as mulheres? TPM. Isso mesmo. A TPM é sinônimo de inchaço, mau humor, fome descontrolada, vontade de comer chocolate, dor nos seios e "otras cositas mas". Por isso, se você é mulher e quer espantar de vez os sintomas indesejáveis da tensão pré-menstrual, a nutrição pode lhe ajudar bastante. Confira algumas dicas abaixo: 

- Beba bastante líquido 
A água desintoxica o organismo e ajuda a desinchar. Tomar muito chás (menos mate e preto), sucos naturais, água de côco, sopas (sem creme de leite para não pesar na balança) ajudam. 

- Alimentação rica em fibras 
As fibras estão nos alimentos integrais (pão, macarrão, cereais), frutas, vegetais. Elas também ajudam o organismo a desintoxicar e a manter a glicemia (açúcar no sangue) estável, dessa maneira não sentimos vontade de beliscar o dia todo.

- Consuma alimentos com vitamina B 
Os cereais integrais (juntamente com os vegetais verdes escuros e as carnes) são alimentos ricos em vitaminas do complexo B. Essas vitaminas diminuem as dores de cabeça e a vontade de atacar os doces. A Vitamina B6 controla os efeitos da aldosterona, hormônio produzido pela supra-renal na fase pré-menstrual que reduz a excreção de sódio e causa o inchaço. 

- Ômega-3 para o bom humor 
Os peixes de água fria (salmão, arenque, atum) e óleo de linhaça são ricos em ômega-3, uma gordura que tem propriedades antiinflamatórias e contribui para a diminuição do aparecimento de espinhas e de celulite. O ômega-3 também auxilia na manutenção do bom humor! 

- Inclua oleaginosas no cardápio 
Nozes, castanhas, amêndoa, pistaches são alimentos ricos em gordura poliinsaturada que combatem também a inflamação. Mas não exagere, pois eles são calóricos.

- Magnésio para controlar a saciedade 
Alimentos ricos em magnésio, como abacaxi, vagens, castanhas, nozes, cenouras, folhosos verde-escuros e carboidratos complexos e integrais, controlam a voracidade por doce, o aumento do apetite e a dor de cabeça.

- Bem-estar no prato 
Alimentos ricos em triptofano, um aminoácido precursor da serotonina, responsável pela sensação de bem estar, são muito bem vindos. E são eles: leite e derivados (prefira os desnatados e magros), produtos a base de soja, frutos do mar, feijão, lentilha, arroz e grãos integrais, oleaginosas, ovos e sementes de girassol e gergelim. 

- Faça seu intestino funcionar 
Alimentos probióticos também são boa pedida, já que um de seus benefícios é enriquecer a flora intestinal, fazendo com que o intestino funcione direito e regularmente e elimine toxinas (subprodutos do metabolismo). 

- Zinco é essencial 
Para diminuir a irritabilidade, a ansiedade e a insônia, sintomas característicos dessa fase do ciclo, abuse de alimentos ricos em zinco: carnes magras, peixes (incluindo ostras e crustáceos), leite, cereais integrais, feijões e nozes. 

Publicidade