DATAHOSTING

PARTNER

Mostrando postagens com marcador viva. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador viva. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 20 de março de 2017

Boatos.org analisa notícia de que Marisa Letícia estaria viva

Em um momento em que a imprensa mundial se preocupa com a disseminação de notícias falsas, aqui no Brasil, começa a espalhar pela internet informações de que a ex-primeira dama Marisa Letícia estaria viva. O velório não passou de uma encenação com boneca de cera. Ela teria mudado para a Itália, a fim de fugir das investigações no Brasil. Diante disso, o site Boatos.org , parceiro do Catraca Livre, decidiu analisar os fatos e divulga a seguinte versão:
"Na realidade, o texto não passa de um bocado de conjecturas e ilações misturadas com algumas balelas. Como é possível ver, o título do texto diz que ela foi “fotografada na Itália. Porém, o corpo do texto não dá mais nenhum detalhe sobre como teria acontecido. É um típico boato com título chamativo, mas que não entrega o conteúdo.
Além disso, o texto joga uma informação errada a respeito do velório. Ele aponta que o corpo foi velado em caixão fechado. Essa matéria do G1 mostra que o velório foi com o caixão aberto. As imagens também denunciam que a foto usada como destaque no texto do boato não é do velório. Um detalhe: na foto publicada, Lula estava apenas de bigode. Atualmente, ele está de barba.
Vamos pular todos os outros procedimentos da “fuga” de Marisa descritas pelo texto (por não ter muita chance, por motivos óbvios, de serem colocados em prática) e vamos à última informação: a de que Lula “roubou” 8 trilhões de reais. Ok, o presidente terá que prestar contas com a Justiça (e não vai ser aqui que vamos fazer esse julgamento). Mas 8 trilhões é 4x o PIB do Brasil. Como que uma pessoa vai conseguir roubar isso e “esconder o dinheiro”? Não faz o mínimo sentido."
Matéria extraída do CATRACA LIVRE
Créditos: Reprodução/Boatos.org
A foto da direita seria Marisa na Itália

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Após 14 anos, mulher realiza sonho: fazer seu velório viva

Foto: Delândia/ Arquivo PessoalMoradora de Camocim, no Ceará, Vera Lúcia de Araújo Silva realizou um sonho bastante esquisito neste Dia de Finados. Depois de 14 anos tentando convencer amigos e o dono da funerária, ela finalmente conseguiu fazer o próprio velório ainda viva!  
“Eu quero meu velório há 14 anos. Esperei muito. Quando convidei amigos e minha família eles pensaram que eu estava de brincadeira, nem ligaram”, disse a mulher ao portal G1
Segundo o proprietário da funerária, Paulo Araújo, ela tentava realizar o desejo no seu estabelecimento há pelo menos cinco anos, mas ele sempre recusava. 
Araújo, porém, resolveu concordar neste ano e o velório de Vera Lúcia  aconteceu, e com caixão e flores. “O esposo não queria deixar, mas a família abriu mão”, disse o dono do local.
A cerimônia aconteceu no Cemitério Jardim Eterno, com a presença de familiares, amigos e até curiosos. “Ela ficou deitada no próprio caixão, tinha esse desejo. Foi invenção dela mesmo. Todo velório aqui ela gosta de estar presente”, disse Araújo. 
Para completar a maluquice, ela ainda pediu que o caixão ficasse fechado por alguns minutos. 
FOI DE GRAÇA
O proprietário não cobrou nada da mulher. “Eu cheguei, me maquiaram, e preparam como se fosse um defunto mesmo. Me deitei e não me levantei mais. Meus únicos alimentos foram água de coco e chá”, disse a “defunta” ao G1.
Com informações do G1. Via Yahoo Notícias

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Adolescente é queimada viva no Paquistão por escolher marido

Ver as imagens
Curiosos observam o local onde a jovem foi morta por sua mãe, em Lahore
Uma mulher queimou viva a filha de 16 anos que havia escolhido o próprio marido, indicou nesta quarta-feira a polícia do Paquistão, um país onde os chamados "crimes de honra" são frequentes.
"Perveen Bibi matou sua filha Zeenat Bibi queimando-a viva nesta quarta-feira às 09h00 da manhã" em Lahore, no leste do país, indicou à AFP Haidar Ashraf, funcionário de alto escalão da polícia.
A adolescente de 16 anos havia se casado no dia 29 de maio com um homem chamado Hassan.
Ela é a terceira vítima nos últimos meses de um crimes deste tipo.
Na semana passada, outra jovem paquistanesa de 19 anos, Maria Sadaqat, foi torturada e queimada por um grupo de pessoas em um povoado próximo a Islamabad, capital do país, por ter se negado a casar com o filho de seu antigo chefe.
E em abril, no noroeste do país, outra jovem foi assassinada por ter ajudado uma amiga a fugir com um homem. Os habitantes de seu povoado queimaram posteriormente seu cadáver.
No caso de Zeenat Bibi, seu marido explicou à rede local Geo News que inicialmente eles fugiram.
"Depois do casamento vivemos juntos por quatro dias e sua família entrou em contato conosco. Prometeram que organizariam uma festa de casamento em uma semana e que depois poderíamos viver juntos", explicou o marido de Zeenat Bibi.
"Zeenat não queria voltar para casa, disse-me que sua família a mataria. Mas finalmente aceitou porque seu tio falou que estaria segura", acrescentou.
Fontes: Yahoo notícias/AFP

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Pai tenta enterrar filha de dez anos viva porque criança era uma menina

Reprodução/Metro
Um homem foi preso em Tripura, na Índia, depois de tentar enterrar a própria filha, de 10 anos de
 idade, ainda viva, tudo pelo falo dela ser uma menina.
Segundo a polícia local, Abdul Hussein cavou um buraco no quintal da propriedade da família quando sua esposa não estava em casa.
O homem, então, teria amarrado as mãos da filha, a amordaçado e a colocado no buraco.
Para azar de Abdul, sua esposa voltou para casa antes do previsto, fazendo com que o serviço fosse interrompido. Ele colocou um cesto de bambu sobre a cabeça da filha para escondê-la da mãe. O plano era enterrar a criança por completo mais tarde.
Abdul Hussein tentou enterrar a própria filha de dez anos viva pelo fato da criança ser uma menina e não um garoto como ele desejava.
Por sorte a filha acabou sendo descoberta por vizinhos, que deram uma surra em Abdul antes da chegada da polícia.
O pai será indiciado por tentativa de homicídio.
Fonte: Metro
Extraída do blog Nova Palmeira Notícias

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Adolescente indiana é queimada viva após assédio, diz polícia

Uma adolescente indiana morreu depois de ter sido queimada viva durante um ataque realizado por quatro homens quando ela saiu de casa para ir fazer suas necessidades, declarou a polícia nesta segunda-feira.
A família da jovem, que teria 17 anos, disse à polícia que ela foi atacada na noite de sábado, quando saiu de casa porque sua residência no estado de Uttar Pradesh - como muitas na Índia - não tem banheiro.
A menina era da casta mais baixa da Índia, dalit. Ela já havia sido assediada anteriormente pelos criminosos, que eram membros de sua aldeia, por usar um telefone celular, o que eles consideravam imoral, disse um policial.
A menina argumentou contra a ordem dos homens de parar de usar o telefone, declarou sua família à polícia.
"O pai da menina acusou (um homem chamado) Mukesh e outros três de matar sua filha ateando fogo em seu corpo quando ela saiu para atender ao chamado da natureza", disse o superintendente da polícia local, Akhilesh Chaurasiya.


Leia também:

A menina foi levada ao hospital, mas morreu no domingo dos ferimentos sofridos no ataque na vila de Auraiya, a 160 km de Lucknow, capital do estado.
Chaurasiya disse à AFP que quatro homens, que também pertencem à casta dalit, foram acusados do crime. O líder do grupo fugiu da aldeia, declarou.
Os homens exercem uma grande influência nas aldeias rurais e pobres da Índia, onde mulheres solteiras são encorajadas a seguir regras rígidas em uma tentativa de proteger sua modéstia.
O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, declarou no mês passado que a Índia deve se esforçar para garantir que cada família tenha um banheiro no interior de sua casa nos próximos quatro anos.
Quase metade da população da Índia precisa sair de casa para se aliviar, de acordo com especialistas, o que deixa as mulheres particularmente expostas não só a doenças, mas também a assédios e agressões.
Mulheres nas áreas rurais são obrigadas a esperar que escureça completamente antes de sair para os campos para se aliviar.

Fonte: AFP/Yahoo Notícias

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Mulher diz que foi agredida e enterrada viva a mando do marido

Maria Aparecida Lima dos Santos, de 25 anos, foi agredida e enterrada viva a mando de seu marido, após pegar uma carona com um conhecido no último sábado (22), em Itamaraju.

Segundo relato à Polícia na manhã de segunda-feira (24), ao descer do carro, próximo ao trevo do Parque Nacional, teria sido agredida e torturada. Ela disse ainda que seu ex-marido, Valdir Reis de Jesus, de 44 anos, estava no local. Ele teria arrancado a blusa da doméstica e tentado enforcá-la com a peça de roupa. Ao perceber que ela estava desfalecida, cavou uma cova e a enterrou ainda viva. “Eu acordei com a minha face cheia de terra e graças a Deus eu consegui cavar e sair da minha cova”, disse ela.

Maria mostrou marcas das agressões, mas a evidência do enforcamento estava nos olhos, que estavam muito avermelhados. A vítima contou que, o marido fugiu ao notar que ela ainda estava viva. Em seguida, passou na casa dela e raptou seus dois filhos, sumindo sem deixar vestígio.

A Polícia Civil está investigando o caso e espalhando imagens do homem e das crianças na vizinhança. Quem tiver informações sobre elas ou sobre o paradeiro do agressor, deve ligar para os telefones 190, 197 ou Conselho Tutelar de Itamaraju (73) 3294–0853.


Li no blog Bocao news

Informações do Itamaraju Notícias*

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Scotland Yard diz que existe possibilidade de Madeleine McCann estar viva


Fonte


Maddie com 3 anos e uma foto gerada por computador de como ela estaria aos 9 anos. (Foto: AFP)
A polícia britânica afirmou nesta quarta-feira que existe uma "possibilidade" de que Madeleine McCann, a menina desaparecida em 2007 durante as férias em Portugal, esteja viva e pediu às autoridades deste país a reabertura do caso.


Leia mais:

"Acreditamos sinceramente que existe uma possibilidade de esteja viva", declarou Andy Redwood, da Divisão de Homicídios e Crimes Graves da Scotland Yard em um rápido encontro com a imprensa, durante o qual divulgou uma foto alterada por computador que mostra o provável aspecto da menina com quase nove anos.
A pequena Maddie desapareceu na noite de 3 de maio de 2007, poucos dias antes do aniversário de quatro anos, em seu quarto em um complexo turístico de Praia da Luz (Algarve, sul), onde seus pais a deixaram antes de jantar com um grupo de amigos a poucos metros de distância.
O caso foi investigado durante 14 meses e arquivado sem resultados em Portugal, mas os pais da menina, Gerry e Kate McCann, convencidos de que a filha foi sequestrada, pressionaram para que o governo britânico determinasse à polícia uma revisão dos diferentes elementos da investigação.
O inspetor Redwood afirmou nesta quarta-feira que durante a revisão foram detectadas 195 "oportunidades de investigação", mas não quis revelar detalhes sobre as pistas. Ele limitou-se apenas a afirmar que algumas eram oculares.
"Há informação realmente nova que estamos desenvolvendo", disse.
Segundo a polícia britânica, os colegas portugueses também desejam uma reabertura do caso, mas a decisão corresponde à justiça do país.

quinta-feira, 1 de março de 2012

Roda Viva - Bruno Daniel Filho

Fonte da foto: estadodedireito.com.br

Assista o programa clicando aqui: Roda Viva Bruno Daniel fala da morte de seu irmão e das contantes ameaças de morte que vem sofrendo, esse é mais uma quadro sinistro de quem um dia decidiu denunciar as falcatruas de políticos sujos e descompromissados com o povo. 


Celso Daniel morreu por que sabia demais, um homem íntegro e honesto, ingredientes que faltam a muitos políticos Brasileiro ele tinha de sobra, pagou um preço alto, pois sabia de muitas falcatruas. Lamentavelmente esse é um país de injustiças sociais e um país de ninguém, a mácula da corrupção mancha um país gigante, triste nota. 


sábado, 11 de fevereiro de 2012

Queimadura de água viva


Não é recomendado urinar na queimadura para obter alívio, confira o passo a passo do que fazer em caso de contato com água viva

Texto: Andressa Dias
Fonte: Dicas de Mulher 

No verão, muita gente se desloca para o litoral brasileiro para aproveitar a estação mais quente do ano e o período de férias. Porém, infelizmente, nas praias do sul do Brasil, os casos de pessoas atingidas por queimaduras de água viva estão aumentando mais e mais a cada dia.
Em vista disso, é importante saber de algumas informações relevantes a respeito dessas queimaduras para evitar maior sofrimento. Confira as dicas.
As águas vivas tem seu corpo coberto por filamentos que injetam toxinas na pele quando ocorre o contato. Algumas delas podem causar reações alérgicas e outras complicações mais graves.
água viva mais venenosa é a chamada Box Jellyfish e habita nos mares da Austrália. Sua queimadura pode causar parada cardíaca em menos de três minutos.
É muito difícil ver uma água viva no mar, geralmente a pessoa só nota que há águas vivas no local quando sente a ardência do contato com o animal. Veja a seguir como proceder nesses casos.

Passo a passo de como tratar queimadura de água viva

  1. Ao perceber a ardência, saia imediatamente da água;
  2. Enxágue o local com soro fisiológico, não utilize água da torneira;
  3. Faça compressas de gelo e as posicione com cuidado sobre a queimadura, elas ajudam a aliviar a dor;
  4. Procure o hospital ou emergência mais próximos – algumas águas vivas liberam substâncias tóxicas que podem causar reações alérgicas graves.

O que não se pode passar na queimadura de água viva

Deve-se evitar principalmente jogar água na queimadura e nunca se deixe levar pelo mito de que urinar na queimadura faz com que ela pare de arder. Isso pode ser perigoso e não é recomendado.
É importante evitar coçar ou esfregar a queimadura com as mãos ou com roupas apertadas. Se a queimadura for friccionada, ela pode criar bolhas e isso pode fazer com que a queimadura fique ainda pior e demore mais para sarar.
Nas praias brasileiras, alguns salva-vidas optam por jogar vinagre sobre a queimadura de águaviva para promover um alívio temporário enquanto o socorro médico é aguardado. Porém, não é recomendado utilizar estes métodos caseiros sem o consentimento de um médico.
Não se deve também expor a queimadura ao sol. Portanto logo após perceber a ardência, é importante procurar abrigo longe dos raios do sol. Assim você evita manchas na pele.
Siga as recomendações e não agrave o problema. Infelizmente não há uma maneira de evitar a queimadura, porém você pode se informar a respeito da presença de águas vivas no local antes de entrar na água. Cuide-se e aproveite melhor o sem verão sem preocupações ou sofrimento.